O que são e como funcionam os arquivos Remessa e Retorno trocados entre o Boleto Simples e o meu banco (Registro de Boletos)?

Os arquivos Remessa e Retorno são utilizados para a troca de informações entre o sistema que emite e gerencia os boletos (Boleto Simples) e o sistema do seu banco. A troca destes arquivos entre os sistemas permite que as informações de emissão, registro, pagamento, vencimento e outras estejam sempre sincronizadas e atualizadas.

O envio do arquivo Remessa ao banco é OBRIGATÓRIO para todos os boletos com registro. Caso o arquivo não seja enviado, os boletos não serão registrados e o banco poderá recusar o seu recebimento ou cobrar uma multa do recebedor.

O Boleto Simples trabalha com arquivos Remessa e Retorno no formato CNAB400. Este formato foi definido pela Federação Brasileira de Bancos (FEBRABAN) e é aceito por todos os bancos.

A troca desses arquivos entre o Boleto Simples e o seu banco, para registro dos boletos, pode ser realizada de duas formas:

 

  • Manual:

 

Caso você opte por realizar a troca de forma manual, sempre que emitir um novo boleto no Boleto Simples é OBRIGATÓRIO que você gere um arquivo Remessa, faça o seu download e anexe-o no local apropriado em seu Internet Banking. Caso não encontre o referido local em seu Internet Banking, entre em contato com o atendimento do seu banco.

Não é necessário gerar uma remessa por boleto, mas sim uma no final da cada dia (a remessa deve ser enviada ao banco antes das 20h de Brasília) em que houver emissão de boletos. Esta remessa irá conter todos os boletos emitidos desde a geração da remessa anterior.

Além disso, sempre que precisar verificar se houve alguma atualização no status do boleto, como pagamento, é necessário que você baixe o arquivo Retorno no Internet Banking e anexe-o no Boleto Simples. Desta forma os sistemas estarão sincronizados.

 

  • Automática (conexão online):

 

Caso você opte pela troca automática dos arquivos Remessa e Retorno todo este processo será feito diretamente pelo nosso sistema, sem nenhuma intervenção manual.

Para habilitar este recurso é necessário que você gere uma Carta de Autorização dentro de sua conta do Boleto Simples (No menu superior vá em ACESSAR -> CARTEIRAS, em seguida escolha a carteira desejada e clique em VER CARTEIRA. Logo após clique em MAIS -> GERAR CARTA DE AUTORIZAÇÃO) e entregue-a ao seu gerente bancário, nos autorizando a trocar estes arquivos em seu nome.

Após você entregar a Carta de Autorização ao seu gerente ela será encaminhada à área do banco responsável pelas integrações, chamada EDI. Esta área entrará em contato diretamente conosco liberando a integração.

Este é um processo que leva em torno de 40 dias para ser ativado e, enquanto isso, é necessário que você realize a troca dos arquivos de forma manual.

Após a troca automática dos arquivos ser habilitada você passará a ser cobrado por este recurso extra. O preço é contabilizado por boleto registrado e você pode simulá-lo de acordo com o seu plano em https://boletosimples.com.br/preco. O valor corresponde ao indicado como “Conexão online com o banco (opcional)”.

Esse artigo foi útil?
Usuários que acharam isso útil: 0 de 0
Tem mais dúvidas? Envie uma solicitação
Powered by Zendesk